Sinusite

Home O que é sinusite: Sintomas e como tratar

Você sabe o que é a sinusite?

A maioria das pessoas acreditam que a doença não tem tratamento e por isso acabam perdendo a qualidade de vida ao tentar conviver com os sintomas

A sinusite é uma inflamação das mucosas dos seios da face, região do crânio formado por cavidades ósseas ao redor do nariz e olhos.

O fluxo da secreção da mucosa é permanente e imperceptível se caso houver qualquer mudança no processo que impede a drenagem da secreção, pode ser provocado a inflamação das mucosas, facilitando a entrada de germes (agentes infecciosos) que são fatores que desencadeiam a sinusite.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as doenças respiratórias afetam uma em cada sete pessoas no mundo. Em Manaus, pelo clima ser tropical, as pessoas costumam sair de um ambiente quente para um local com ar condicionado e devido a esse choque de temperatura as pessoas que sofrem com a sinusite têm o aumento e acúmulo da secreção no nariz o que acaba se tornando um incômodo. 

Com a mudança de temperatura, a imunidade de muitas pessoas costumam diminuir, ocasionando o aumento da produção de vírus e bactérias entre os indivíduos. Durante o período de seca, na cidade de Manaus, há maior incidência das doenças como como gripe, rinite, sinusite, bronquite e otite, devido a fumaça em decorrência das queimadas que acarretam as mudanças climáticas que acabam alterando o equilíbrio entre saúde e doença. 

 

Principais sintomas da sinusite

A doença é classificada em dois tipos: sinusite aguda e sinusite crônica. Na sinusite aguda, os sintomas duram menos de 12 semanas e os mais frequentes são:  
  • dor no seio da face;
  • sensação de pressão ou peso na cabeça;
  • obstrução nasal;
  • secreção nasal (esverdeada ou amarela);
  • dificuldade de respirar;
  • Febre, cansaço e coriza;
  • tosse e dores musculares;
  • perda de apetite;
  • gripes e resfriados;
  • mau hálito;
  • pressão nos ouvidos;
  • mal estar;
  • fadiga, irritabilidade;
  • náusea;

Na sinusite crônica os sintomas são parecidos, porém duram mais de 12 semanas e também são mais intensos:

  • a tosse constante;
  • dores de cabeça;
  • irritação das vias aéreas (principalmente a noite);
  • secreção nasal mais intensa (dificuldade de eliminar a secreção);
Ultimamente os profissionais estão dando atenção para a sinusite fúngica, devido a sua  ocorrência, esse tipo de sinusite aloja-se na cavidade nasal e pode trazer sérias complicações para o indivíduo, nesse caso, o mais indicado é procurar ajuda de um otorrinolaringologista.

Principais fatores desencadeantes da sinusite

Como já foi mencionado acima, as causas da sinusite pode ocorrer através de bactérias ou vírus, mas alguns fatores podem influenciar diretamente na predisposição da doença, bem como:  
  • contato com substâncias irritantes no seio da face;
  • uso de cigarros (tabagismo);
  • poluição do ar;
  • agentes químicos;
  • produtos usados para limpeza da casa (detergentes e desinfetantes);
  • alergias: rinites alérgicas e asma;
  • estreitamento da cavidade nasal;
  • traumas faciais;
  • pólipos nasais (crescimento de tecidos na área de passagem nasal);
  • fibrose cística;
  • infecções odontológicas;
 
  • herança genética;

Como diferenciar a sinusite da rinite?

Muitas pessoas acreditam ter as duas inflamações, a sinusite e a rinite. Apesar das diferenças entre as duas, o que muitas pessoas não sabem é que a rinite pode desencadear uma sinusite.  Diferentemente da sinusite que ataca os seios da face, a rinite ataca apenas o nariz. Os sintomas da rinite são coriza, espirros, coceiras, e nariz entupido, sendo mais leves do que os da sinusite. A rinite geralmente pode ser tratada pela própria pessoa, raramente requer exames laboratoriais ou de imagem. 

Diagnóstico e tratamento de sinusite

Para o diagnóstico e tratamento de sinusite o mais aconselhável é procurar um otorrinolaringologista. O especialista saberá tratar da melhor maneira o problema. O médico irá examinar seus seios nasais, olhos, ouvidos, garganta e nariz.

Entre os exames passados pelo profissional, os mais frequentes são: endoscopia nasal que possibilita o médico visualizar as cavidades nasais, exames de imagem (tomografias computadorizadas), culturas nasais, teste de alergia e exames de sangue. 

 

Tratamentos existem e, ainda que em poucos casos o problema não possa ser totalmente surtido, os benefícios para o paciente são muito expressivos durante o tratamento.

Como aliviar os sintomas da sinusite?

  • Para o alívio dos sintomas da sinusite é recomendável beber bastante líquido, quando uma pessoa apresenta a doença, as secreções ficam concentradas o que dificulta a eliminação dessas secreções;
  • Evite o acúmulo de poeira no ambiente em que vive, manter a casa limpa pode evitar possíveis crises;
  • Faça inalação a vapor para limpeza das vias aéreas, além disso, a inalação facilita a eliminação das secreções;
  • Fique longe do cigarro, o tabagismo é altamente prejudicial à saúde. A fumaça dificulta a limpeza das vias nasais e dificulta e favorece a concentração das secreções;
  • Faça a lavagem nasal (soro fisiológico), esse processo de limpeza reduz o risco de problemas respiratórios e alívio de possíveis dores de cabeça. Essa lavagem deve ser feita sempre que o paciente tiver dificuldades em eliminar as secreções do nariz;
  • Proteja-se do frio, quando houver alguma crise evite estar em contato com ar condicionado, ele retira a umidade do ar e favorece a concentração de poluentes no ambiente; 
  • Durma com a cabeça para cima, desse modo ajuda na drenagem dos seios da face e evita o congestionamento nasal;
  • Tenha uma alimentação saudável, a melhor maneira de evitar a sinusite começa com uma boa alimentação. Os nutrientes são essenciais para fortalecer a imunidade. Além de influenciar na imunidade, uma dieta ideal também beneficia o coração e o corpo;
  • Evite o jejum, não fique muito tempo sem se alimentar, principalmente quando estiver passando por uma infecção, quando isso acontece o organismo começa a trabalhar em estado de alerta, tornando o combate a infecção ineficiente;
  • Lave bem as mãos, sabe-se que as mãos estão sempre em contato com os olhos, nariz e boca, é importante mantê-las limpas, longe de bactérias;
  • Pratique exercícios físicos. Qualquer atividade que movimente o corpo pode ajudar a promover a melhora do sistema cardio respiratório e diminuição das crises. 

Otorrinolaringologista em Manaus

Em Manaus, a clínica Otoclin conta com especialistas disponíveis para sua necessidade, além de recursos tecnológicos para o tratamento das complicações. Na maioria dos casos de apneia do sono, o distúrbio pode ser tratado com medidas e tratamento médico aplicado. 

 

Marque sua consulta agora mesmo com um otorrinolaringologista da clínica, somente o médico poderá avaliar o seu caso e encontrar a solução mais eficaz para o problema. 

Agende sua consulta ou exame conosco agora mesmo.

Entre em contato através de nosso telefone ou aperte no botão para agendar online.

(92) 3305-7380

Precisa de ajuda? Clique aqui