Faringite

Home Faringite: O que é, sintomas e tratamento em Manaus

O que é faringite

Manifestada através de bactérias ou vírus, a faringite pode se tornar um incômodo se não tiver seu devido diagnóstico e tratamento

A faringite nada mais é do que a inflamação da faringe causada por vírus ou bactérias que ao entrarem em contato com as vias aéreas ocasionam as doenças. A faringe é o órgão que fica localizado entre o nariz e a boca quando esse órgão estar inflamado a pessoa pode sentir dor na garganta,  coceira, irritação, entre outros incômodos. 

 

Em Manaus, a exposição à fumaça proveniente de queimadas pode agravar o problema em pessoas que já possuem algum tipo de doença que envolve o nariz, ouvido e garganta. 

Nesse período chamado de “verão amazônico”, o calor intenso contribui para as incidências de queimadas urbanas em todo estado o que consequentemente afeta o bem-estar e a qualidade de vida da população.

Existem três tipos de faringite:

  • Faringite bacteriana: é um tipo de inflamação rara que atinge aproximadamente 15% dos adultos e 30% das crianças. Ela é causada por uma bactéria estreptococos do grupo A ela é altamente contagiosa e se espalha facilmente pelo ar (Streptococcus pyogenes) que atinge a faringe. Essa inflamação pode ocasionar febre alta e a necessidade de ser medicado com antibióticos. Nos casos de faringite bacteriana, o paciente deve ser observado para evitar evoluções da doença e comprometimento das vias respiratórias.
  • Faringite viral: é um tipo de inflamação na faringe mais comum, 70% dos casos são em crianças e 85% em adultos. Ela é causada por um vírus que ataca a faringe. A doença costuma provocar gripes, coriza e tosse e seus sintomas são mais leves comparada a bacteriana.
  • Faringite não infecciosa ou alérgica: Diferente da faringite viral e bacteriana, esse tipo é causado pela irritação na faringe. As pessoas que mais sofrem com o problema são as que têm rinite, devido a obstrução das vias nasais e a obrigação de respirar pela boca. 
  Nos três casos, a dor costuma instalar-se de forma mais intensa nos dois lados da garganta e, quando causa dificuldade intensa para ingerir alimentos ou até mesmo líquidos, a faringe pode ter sido acometida por abscesso, que é o pus acumulado devido a inflamação.   Além dos tipos, a faringite pode ser classificada como aguda, recorrente ou crônica. Na faringite aguda os sintomas mais presentes são febre, coceira no nariz, obstrução nasal e chiado ao respirar. Nesse tipo o tratamento é simples e os sintomas melhoram rapidamente.  O recorrente é caracterizado por 4 episódios agudos ou mais e na faringite crônica pode ocorrer coceira, secreção e obstrução nasal, dificuldade em respirar e halitose, os sintomas podem persistir se não houver um tratamento adequado.

Conheça as principais causa da faringite

Como foi explicado acima, as principais causas para a infecção são as bactérias e os vírus. A doença é mais propícia a se instalar no inverno quando o tempo fica mais seco e os agentes infecciosos tendem a se instalar em ambientes fechados. 

Os vírus que mais causam a faringite são os da influenza (vírus da gripe), parainfluenza e adenovírus, quando esse vírus entram em contato com o órgão ocasiona a inflamação.

As bactérias chamadas de estreptococos são inofensivas em sua maioria, mas se não tratadas podem levar a faringite, meningite e pneumonia.

A faringite pode ser contagiosa?

Dependendo do tipo, sim. A faringite aguda e viral pode ser passada de pessoa para pessoa. Mas se for a faringite alérgica, a causa é genética. Essa transmissão pode ser facilitada quando há aglomeração de pessoas em ambientes fechados, já que o ar não consegue circular.    Se caso houver alguém com a infecção todos podem ser contaminados com a doença, ela pode ser contraída através da fala, espirro e tosse, compartilhamento de objetos e beijos.

Principais grupos de risco

  • Os grupos mais propensos a contraírem a faringite são:
    • Crianças e adolescentes
    • Portadores de doenças sexualmente transmissíveis (DST’s);
    • Fumantes ativos e passivos;
    • Contato com substâncias químicas ou tóxicas;
    • Alergias;
    • Ingestão de bebidas quentes e bebidas alcoólicas;
    • Baixa imunidade;

Principais sintomas da faringite

Os sintomas são bem parecidos com a faringite e amigdalite que também afetam a garganta.
  • Febre acima de 38°;
  • Dor de garganta;
  • Perda de apetite;
  • Vermelhidão na garganta;
  • Abscesso;
  • Desconforto ao engolir;
  • Rouquidão;
  • Dores de ouvido;
  • Dores de cabeça;
  • Vômitos e náuseas;
  • Presença de pus;
  • Dor de barriga;
  • Ínguas;

Diagnóstico e tratamento

O médico que pode tratar dos casos da infecção é o otorrinolaringologista, especialista em ouvido, nariz e garganta. Para fazer a avaliação da doença o médico poderá passar alguns exames, entre eles estão o exame da orofaringe onde o especialista pode identificar a inflamação. 

 

Nesse exame não é possível distinguir qual tipo de infecção que acomete o paciente, mas, mm paciente com febre alta e pus na garganta possui fortes indicativos de que a infecção é bacteriana, enquanto um com tosse e coriza indica que existe uma infecção viral.

 

Outros exames podem ser pedidos pelo médico como o teste rápido do antígeno para EBGA, este exame pode ser feito em emergências e seus resultados são rápidos. 

 

A cultura da secreção da orofaringe também busca a bactéria EBGA através da cultura bacteriana. Também pode ser feito uma hemocultura e tomografia computadorizada dos tecidos moles do pescoço.

 

Para o tratamento da faringite é indicado repouso e hidratação são o bastante para se curar a doença. O próprio corpo é capaz de lidar com a infecção e, depois de alguns dias, ela desaparece. Entretanto, é possível que o médico receite anti-inflamatórios e analgésicos para tratar os sintomas e desconforto do paciente.

 

Na faringite bacteriana o tratamento é feito através do uso de antibióticos que são administrados por via oral. 

Lembre-se! O tratamento não pode ser interrompido caso houver algum imprevisto e tenha que suspender o uso do remédio, é aconselhável procurar um otorrinolaringologista. Não se automedique.

Como cuidar e prevenir a faringite?

  • Evite o consumo de álcool;
  • Tome os medicamentos na hora correta e com alguma comida;
  • Descanse seu corpo;
  • Use pastilhas para a garganta;
  • Hidrate-se! Beba água e sucos;
  • Inclua alimentos gelados na sua alimentação;
  • Fale pouco, evite usar sua voz;
  • Evite lugares fechados;
  • Mantenha o ar úmido;
  • Mantenha-se aquecido;

Otorrinolaringologista em Manaus

Em Manaus, a clínica Otoclin conta com especialistas disponíveis para sua necessidade, além de recursos tecnológicos para o tratamento das complicações. Na maioria dos casos de apneia do sono, o distúrbio pode ser tratado com medidas e tratamento médico aplicado. 

 

Marque sua consulta agora mesmo com um otorrinolaringologista da clínica, somente o médico poderá avaliar o seu caso e encontrar a solução mais eficaz para o problema. 

Agende sua consulta ou exame conosco agora mesmo.

Entre em contato através de nosso telefone ou aperte no botão para marcar online.

(92) 3305-7380

Precisa de ajuda? Clique aqui