Características

Nariz é a parte externa do sistema respiratório dos humanos e de alguns animais, é o órgão do olfato e a principal via de passagem do fluxo de ar para dentro e para fora dos pulmões. O nariz também adiciona ressonância à voz humana.
O nariz é constituído pelas fossas nasais e pela pirâmide nasal. A pirâmide nasal é a estrutura visível que forma proeminência na face. É constituída essencialmente por lâminas cartilagíneas. Sua parte superior é formada por osso e a parte inferior, por cartilagem. As fossas nasais compreendem o espaço situado entre a faringe e as narinas; são divididas em duas partes pelo septo nasal, que se estende das narinas até a parte posterior da garganta. Os ossos que compõem o nariz são: o frontal, os nasais e os maxilares.
Ossos chamados cornetos nasais projetam-se para o interior da cavidade nasal, formando uma série de pregas que aumentam a superfície através da qual passa o ar. Os cornetos são em número de 3 em cada lado (corneto superior, médio e inferior) e têm a função de transformar o fluxo aéreo tubilhionar, fazendo com que o ar se choque várias vezes com os cornetos, que são preenchidos com sangue, aquecendo desta forma o ar a ser inspirado
Uma membrana mucosa com muitos vasos sangüíneos reveste a cavidade nasal e, com sua superfície aumentada e os diversos vasos sangüíneos ali existentes permitem ao nariz aquecer e umedecer rapidamente o ar que entra.
Dentro do nariz existem pequenos fios, semelhante a cílios, que são cobertos por um líquido pegajoso, o muco. As partículas de poeira e microrganismos do ar grudam nesse muco e com o movimento dos cílios são varridos para fora do corpo ou para a garganta, e se forem engolidos serão digeridos pelas enzimas produzidas ao longo do tubo digestivo. Esta ação ajuda a limpar o ar antes dele atingir os pulmões. O espirro limpa automaticamente as vias nasais em resposta à irritação, da mesma maneira que a tosse limpa os pulmões.
Existem pequenas células receptoras do olfato localizadas na parte superior da cavidade nasal com nervos olfatórios que se estendem diretamente até o interior do cérebro.
As narinas podem ficar congestionadas por causa do acúmulo de mucosa causado por vírus e bactérias responsáveis pelo resfriado, gripe, rinite alérgica e sinusite. Podendo também ter a passagem de ar limitada por causa da poluição, por isso, para evitar que as narinas fiquem entupidas é necessário fazer uma lavagem nasal diariamente, pelo menos uma vez ao dia. Ao fazer uma correta higienização estará prevenindo doenças e evitando que as narinas fiquem congestionadas.

Anatomia do nariz:

    A pele que recobre o nariz possui características muito diferentes segundo a localização, tipo de nariz, raça, sexo e idade. A mucosa nasal, ou pituitária, é grossa, muito vascularizada e está firmemente unida ao perióstio e ao pericôndrio. Tapiza toda a fossa nasal excepto o vestíbulo, que está coberto com um tegumento que continua com o do rosto.

A vascularização do nariz é muito rica: a sua irrigação arterial procede das artérias maxilar interna, facial (ramos da carótida externa: artéria esfenopalatina e nasopalatina) e oftálmica (ramo da carótida interna: artéria etmóidal anterior). Terminam num plexo capilar que irriga a mucosa nasal, as glândulas e a pele. As veias do nariz formam uma rede cavernosa fechada situada imediatamente abaixo da mucosa. Anastomosam-se entre elas livremente e terminam na facial e na oftálmica. Os linfáticos nasais, por sua vez, assentam no tecido conectivo. O grupo anterior encontra-se entre as cartilagens nasais e a pele, e os seus troncos colectores esvaziam-se nos gânglios submaxilares. O grupo posterior assenta na vizinhança da Trompa de Eustáquio e os seus colectores terminam na cadeia cervical profunda e nos gânglios retrofaríngeos.
A inervação sensitiva da parte externa do nariz deriva do ramo infratroclear (inerva a pele do nariz), do nasal (estende-se pela raiz, a asa e o vértice), e do infraorbitário (partes laterais). Os seus músculos estão inervados por ramos do nervo facial.

Patologias relacionadas

A vestibulite nasal é uma infecção do vestíbulo nasal (a zona que se encontra mesmo…

A rinite não alérgica (Ver secção 16, capítulo 169) é uma inflamação da membrana mucosa…

O nariz ainda pode apresentar outros problemas de grande importância tais como sangramento nasal, ou…

A ocorrência da obstrução nasal, que causa distúrbios de sono, associado a roncos e apnéia…

São tumores brancos e proeminentes que se formam na mucosa que reveste as fossas nasais….

A epistaxe pode ser causada tanto por problemas locais como por condições gerais (ou sistêmicas)….

Adenoide é o nome dado à hipertrofia (aumento de tamanho) no interior do nariz. As…

Em condições normais, o septo nasal é retilíneo e separa simetricamente as duas fossas nasais,…

Sinusite é a inflamação da mucosa que reveste os seios da face. É uma doença…

A doença deve-se a uma reação alérgica que apenas afeta as pessoas sensíveis, ou seja,…

A obstrução nasal pode ser provocada por doenças virais, como a gripe, os resfriados e…

Agende sua consulta

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Seu Telefone (obrigatório)

Assunto

Sua mensagem

Especialidades

Ouvido
Garganta