As perdas auditivas são classificadas de acordo com sua intensidade em leve, moderada, severa ou profunda. Leve a moderada são os tipos mais freqüentes de perda auditiva. Os graus severos e profundos são raros nas perdas auditivas condutivas.

As labirintopatias, popularmente chamadas labirintites, são doenças da orelha interna (labirinto) que podem ser ocasionadas por vários distúrbios como as alterações da coluna vertebral, lesões das células de dentro da orelha interna, diabetes, aumento das taxas de triglicérides e de colesterol, anemia, distúrbios da glândula tireóide, problemas na região têmporo-mandibular, problemas emocionais, uso de álcool…

Otite média aguda é a inflamação da orelha média que é mais comum nos meses de inverno e nas crianças. Geralmente é uma evolução de uma gripe e costuma causar dor intensa e súbita juntamente com a sensação de perda auditiva. Caso ocorra a perfuração da membrana timpânica, pode haver eliminação de secreção com pus e…

Espécie de tumor benigno do ouvido médio, que geralmente evolui com perda auditiva e secreção, freqüentemente fétida, que drena pelo conduto auditivo externo. Trata-se de uma doença que evolui constantemente.O crescimento contínuo da massa tumoral pode levar à corrosão de partes do ouvido médio e de seus ossículos (martelo, bigorna e estribo). Se esse crescimento…

Qualquer tipo de objeto de dimensões suficientemente pequenas pode introduzir-se no canal auditivo externo acidentalmente ou de forma intencional, como acontece no caso das crianças durante as suas brincadeiras. Pode-se tratar de objetos de natureza muito variada e é desta natureza que dependem as possíveis consequências. As possibilidades são, portanto, muito variadas, assim como os…

Este problema surge após a exposição a alterações muito acentuadas da pressão atmosférica, que podem ocorrer, por exemplo, ao viajar de avião ou durante a prática de atividades submarinas. A manifestação mais evidente de um barotraumatismo corresponde ao súbito aparecimento de uma dor muito intensa no ouvido. Também ocorre uma diminuição da audição, zumbidos ocasionais…

A otosclerose é uma patologia que se caracteriza pela formação de tecido ósseo anómalo na cápsula óptica, alterando a função da cadeia de ossículos do ouvido médio e provocando uma progressiva perda de audição. Até hoje, não foi possível estabelecer as causas desta patologia. No entanto, é provável que exista uma predisposição hereditária, uma vez…

Excesso de cera, infecções e lesões do ouvido são causas possíveis do problema. No entanto, muitos outros fatores que aparentemente não têm nada a ver com o sistema auditivo podem dar origem a esse sintoma. Desvios de coluna, alterações cardiovasculares, diabetes, disfunções da articulação da mandíbula e consumo excessivo de cafeína, álcool e tabaco são…

Tontura é o termo que representa genericamente todas as manifestações de desequilíbrio corporal. As tonturas estão entre os sintomas mais frequentes em todo o mundo e, na maioria dos casos da sua ocorrência, a origem é labiríntica. Porém, mais raramente, as tonturas podem ser de origem visual, neurológica ou psíquica. Esse mal estar pode ser…

Labirintite é uma afecção que pode comprometer tanto o equilíbrio quanto a audição, porque afeta o labirinto, estrutura do ouvido interno constituída pela cóclea (responsável pela audição) e pelo vestíbulo (responsável pelo equilíbrio). Processos inflamatórios, infecciosos e tumorais, doenças neurológicas, compressões mecânicas e alterações genéticas podem provocar crises de labirintopatias e vestibulopatias, entre elas a…

©2016 - otoclin | Desenvolvido por dreampixel com